Defesa e Militar

Drone de combate futurista 'Loyal Wingman' da Boeing Rolls Out

Drone de combate futurista 'Loyal Wingman' da Boeing Rolls Out



We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

A Royal Australian Air Force (RAAF) acaba de receber um brinquedo novo e brilhante, e parece tão bom: o drone AI de combate "Loyal Wingman" da Boeing.

Drones já fizeram parte do equipamento militar, mas o Loyal Wingman da Boeing é diferente e é impressionante. É um grande dia para a Austrália, já que esta é sua primeira aeronave interna em meio século.

VEJA TAMBÉM: EQUIPAMENTO DE FORÇA AÉREA DOS EUA B-52 BOMBARDEIROS COM NOVOS MOTORES QUE DURARÃO ATÉ 2050

Não é um drone de brinquedo

O Loyal Wingman da Austrália é tudo menos um brinquedo. É grande o suficiente para acompanhar aeronaves tripuladas e tem como objetivo melhorar o poder da RAAF na defesa de seu território.

Ouça alguns de nossos colegas de equipe #LoyalWingman sobre seu trabalho apoiando a @AusAirForce. pic.twitter.com/9krc0rptUV

- Boeing Australia (@BoeingAustralia) 5 de maio de 2020

"Este é um momento verdadeiramente histórico para nosso país e para a inovação da defesa australiana", disse o primeiro-ministro australiano Scott Morrison. "O Loyal Wingman será fundamental para explorar as capacidades críticas de que nossa Força Aérea precisa para proteger nossa nação e seus aliados no futuro."

Ao contrário dos drones militares regulares, o Loyal Wingman da Boeing usa inteligência artificial (IA) para pilotar o drone, em vez de ser controlado remotamente. Ainda há algum controle manual, mas isso será feito por meio de uma interface mínima, em vez de um controlador convencional volumoso.

- Boeing Australia (@BoeingAustralia) 5 de maio de 2020

O novo drone foi apresentado na manhã de terça-feira à RAAF e é apenas um dos três protótipos que estão sendo desenvolvidos para este propósito de defesa. Esses drones fazem parte do Airpower Teaming System (ATS) da Boeing e do Loyal Wingman Advanced Development Program.

A RAAF vai agora realizar testes de vôo e demonstrações para ver a melhor forma de integrar esses drones em suas forças, de modo a manter os pilotos seguros, colocando ativos não tripulados de baixo custo nas linhas de frente durante combates arriscados.

"A autonomia é um grande elemento disso, assim como a incorporação de inteligência artificial. Esses dois elementos combinados nos permitem apoiar as forças existentes", explicou Jerad Hayes, diretor sênior da Boeing para aviação autônoma e tecnologia.

O primeiro voo será realizado ainda este ano e, enquanto isso, "Temos muito que descobrir [sobre] qual é o nível certo de alimentação e direção de informações. Um dos grandes benefícios de trabalhar com a Real Força Aérea Australiana é fazer com que os operadores reais [dêem feedback] ", disse Shane Arnott, diretor do programa ATS da Boeing.

"Ainda não temos todas as respostas. Temos muito conhecimento por meio de nosso simulador substituto e teste substituto que estamos fazendo, mas vamos provar isso."

As Forças Aéreas de todo o mundo podem acabar se beneficiando desse drone.


Assista o vídeo: Loyal Wingman Prototype Rolls Out in Australia (Agosto 2022).